Outro dia fui procurar o blog de um veterano no google. Acabei achando essa mensagem em um blog:

http://dcarbono.blogspot.com/2007/06/curiosidades-sobre-as-10-melhores.html

É algumas informações sobre as 10 melhores universidades do mundo – a X está na décima posição nesse ranking que, se for o que eu estou pensando, é de 2005 e o de 2006 a X caiu para 30 e alguma coisa. Eu acho impressionante que lugares pequenos como a EP e o Caltech fiquem muito bem em um ranking desses, pois quase todos levam em consideração coisas como número de alunos, volume de publicações, etc… Para vocês terem idéia de como a X é pequena, tem cerca de 3500 pessoas aqui, incluindo todo mundo: alunos, professores, pesquisadores, faxineiras, burocratas, militares, etc. (fonte: números da polytechnique). Para se ter uma idéia de como isso é pequeno, a Unicamp tem 2830 vagas no vestibular e quase 40 mil alunos! (fonte: números da unicamp). Agora imagina quantos tem na USP (para saber é só olhar aqui). É impressionante que instituições pequenas consigam se destacar tanto. O caso do Caltech é quase inacreditável. Apesar da quantidade absurda de prêmios nobels que seus estudantes já receberam, se eu tiver entendido corretamente, até hoje o Caltech só teve 25 mil estudantes! Em mais de 100 anos de existência o Caltech teve menos estudantes do que tem atualmente na Unicamp. Acho que um exemplo parecido no Brasil seria o Impa.

Voltando ao post que eu linkei antes, em que o cara fala algumas coisas sobre as 10 melhores do mundo, pelo que eu já ouvi falar, ele escreveu muita coisa correta. Quanto a X, que eu posso realmente falar, pequenas correções: Na verdade só tem um curso de graduação aqui, mas no terceiro ano cada um escolhe uma área para se aprofundar (mecânica, matemática, computação, etc). Os dois anos de “cursinho” (prépa) são, segundo os franceses, dois anos infernais. Na verdade existem várias divisões e em cada uma eles bitolam mais em uma coisa diferente. Por causa desses dois anos malditos que os desgraçados sabem tanta matemática.

No fim das contas, acabei não achando o blog do veterano que eu procurava (até porque não existe), mas achei o blog do Bruno (O (we)Blog – http://oweblog.blogspot.com/), um aluno da Eng. Química (Poli) da usp que veio aqui dois anos antes de mim e já está de volta no Brasil terminando o curso de Eng. química na poli USP. Convivi com ele pouco tempo, um mês eu acho.

Tirando que metade das mensagens dele são sobre futebol, o blog me pareceu bem interessante e muito bem escrito. Li algumas mensagens recentes e fiquei bastante impressionado com as idéias e a forma de escrever. Vendo que o blog era bem antigo, procurei as mensagens de 2005, ano que para ele equivalente é ao meu atual. Foi ai que eu fiquei bastante animado, ele não escrevia tão bem naquela época! Será que eu também vou melhorar assim?? Como ele mudou de blog, todas as mensagens de 2005 estão no começo de 2006 (ou no blog antigo).

Uma curiosidade sobre esse veterano é que esse ano, pouco tempo depois de voltar para o Brasil, ele apareceu na televisão, em um programa de 1 hora e meia! E ainda ganhou uma moto!! O vídeo completo é esse:


http://video.google.com/videoplay?docid=-6612833730095507230 (se quiser fullscreen)

Depois que ficam só dois grupos e os times se formam, o programa fica mais interessante. Logicamente, se você tentar responder as perguntas também, torcer e conhecer alguém, o vídeo fica extremamente divertido. Virei fan da Kalynka!

Achei também o blog desse outro veterano que eu nunca tinha ouvido falar: http://caionafranca.blogspot.com (veio 3 anos antes de mim).

Divirtam-se com os links enquanto eu viajo. Coloquei esses blogs na barra lateral junto com outros de amigos meus da unicamp. Dei uma indicação de qual a minha ligação com o linkado (EC04 – Engenharia de Computação 2004 – minha turma na unicamp / X06 – Minha turma aqui na EP). Até semana que vem!

Anúncios

Tunísia

sexta-feira, 26 outubro, 2007

Como eu disse no post anterior, domingo de manhã cedo, muito cedo, a gente parte na viagem de seção! Uma semana viajando com o pessoal do Raid da X na Tunísia. Essa é uma resumo do resumo da viagem:

1 dia – Chega em Djerba, pega um ônibus para o hotel em Tataouine (1h30), jantar e dormir no hotel.
2 dia – 40-45 km de caminhada. Escalada, visitas malucas, dormir em um acampamento.
3 dia – Andar um pouco e chegar em outro hotel. Algumas horas de VTT. Volta para dormir no hotel.
4 dia – Passeio 4×4 pelo Sahara. Dormir em outro hotel.
5 dia – Mais passeio 4×4, dessa vez parece que por uns lugares muito loucos.
6 dia – Manhã descendo dunas com luge. Tarde, visitar a cidade de Nefta à pé.
7 dia – Visita de museu, mercado.
8 dia – Volta para Paris e show da Joss Stone! (tá, o último é só pra mim).

Pelo que eu estou entendendo, vamos visitar uma boa parte do sul da Tunísia.

Ferrou

sexta-feira, 26 outubro, 2007

Falta pouco tempo para as provas (como não é muito incomum, tenho prova no dia do meu aniversário), estou MUITO atrasado nos dias que eu tenho antes das provas, tem uma semana de férias. Eu poderia aproveitar para estudar que nem um louco né? Mas é a semana da viagem de seção… Vou com o pessoal do Raid pra Tunísia passar uma semana lá. Depois coloco mais informações sobre a viagem.

Quero matar quem foi que montou esse calendário! Será que não dava para colocar essa semana de férias DEPOIS das provas, já que quase todo mundo vai para viagem de seção?

O blog só não vai ficar abandonado porque eu já tenho algumas mensagens escritas para colocar aqui.

Nunca

quarta-feira, 24 outubro, 2007

Nunca use a fonte Comic Sans em uma situação minimamente séria. Essa fonte foi feita para imitar as letras de quadrinhos e para uso casual em documentos informais.

Procurando um pouco na internet, achei esse o site Ban Comic Sans e algumas frases muito boas:

“[Using Comic Sans] is analogous to showing up for a black tie event in a clown costume.”

“I have a confession: at school I delete comic sans from every mac i sit at.”

“I use Comic Sans for programming.”
seguido da resposta:
“Ditto, a conclusion reached by the same method for the same reason. Besides, happy code has fewer bugs ;-)”

Como diria alguém nessa entrevista aqui, “it’s just not safe for unregulated public use. It should be handled like controlled substances or firearms, and should be used only by licensed professionals in very specific settings. Since we can’t have it that way, I’m afraid it should be banned altogether”. Então, reformulando o começo do post: Nunca, jamais, never, use a fonte Comic Sans.

[Um pouco revoltado depois de ver os slides do professor escritos com Comic Sans.]

Présentation au Drapeau

sábado, 20 outubro, 2007

Finalmente o post atrasado sobre a PAD (Présentation au Drapeau) que houve no sábado passado. Estava esperando algumas fotos legais para colocar esse post mas acabei conseguindo poucas fotos… :(

Como eu tinha dito naquele post, não sabia quase nada da letra dos dois hinos que tínhamos que cantar na PAD. O que faltou dizer naquele post é que eu tinha ficado na primeira fila da formação e quase no meio do evento (já que tem 5 companhias e a minha é a terceira). Por isso, mesmo eles não tendo feito pressão com quem não estava cantando eu resolvi treinar naquela noite. Peguei as mp3 e tive uma overdose de Marseillaise e Le chant des Marais (o hino da promoção). Para quem não sabe, o hino da frança é meio longo mas os franceses não costumam cantar tudo (“Note only the first verse (and sometimes the fifth and sixth) and the first chorus are sung today in France.” – wikipedia). No caso, cantamos o primeiro e o sexto. Como eu sou péssimo para decorar letras, o tanto de vezes que eu escutei não foi suficiente para decorar tudo, mas deu para ir quase tudo.

No dia seguinte, acordamos cedo para a tal da PAD. A escola estava cheia de pais e familiares. Tivemos mais um ensaio dos hinos logo antes do evento porque, nas palavras do maestro, “não estava tão mal mas ainda tinham algumas coisas para serem melhoradas” (seguido de uma série de problemas). Fomos ao local do evento, ficamos nas posições e a PAD começou.

PAD - Presentez Armes
PRESENTEZ … ARMES!

Gardez-vous. Réposez. Gardez-vous. Réposez. Gardez-vous. Présentez armes. Réposez armes. Présentez armes. Réposez armes. Réposez. Haut (ou sei lá o que eles gritam as vezes no lugar de gardez-vous). Présentez armes. Réposez armes. Portez armes. Réposez armes. etc etc etc. Gardez-vous. Tournez à gauche, gauche. Marchez, un deux, un deux, …. Demi tour à droite, un deux, un deux, …

Isso foi o tipo de coisa que a gente ficou escutando dos alta patentes durante a PAD. Nesse tempo rolou uns discursos, entregas de medalhas, veteranos levando a bandeira de um lado pro outro… Eles adoravam deixar a gente muito tempo no “Présentez armes”, que é quando a gente tem que ficar segurando a espada pra cima. Depois de um tempo esse negócio cansa pra caralho!

Nos dois hinos, não tinha música, era só a gente cantando mesmo. Durante os ensaios, os franceses enchiam o peito e cantavam muito forte. Na hora do vamos ver, acho que eles ficaram tímidos, porque todos cantaram muito mais fraco do que cantavam nos ensaios. Consegui cantar a primeira parte da Marseillaise inteira sem errar nem hesitar, mas na hora que começou a seguinte, eu esqueci e achei melhor não tentar cantar para não atrapalhar os outros. Olhei pro lado com o canto do olho e o que eu vi? Um cara com uma camêra passando e filmando o pessoal da primeira fila cantando. Bateu o desespero. Ele tava quase chegando em mim e eu não conseguia lembrar a desgraça da letra. Milagrosamente, um pouco antes de chegar, começou um trecho que tinha uma frase que eu consegui lembrar e que repetia duas vezes! Foi o tempo suficiente para ele me filmar cantando e passar!

O mais marcante foi a tradicional intervenção da khômiss. A khômiss é um grupo responsável por manter as tradições da Ecole. Eles que fazem a remise de bicorne, remise de tangente, etc. Durante a PAD e a Passation du Drapeau, eles costumam fazer uma intervenção, que é uma brincadeira random. Em um post antigo, eu descrevi a que ocorreu na última Passation du Drapeau, que eu tive a oportunidade de assistir. Sinceramente, a que fizeram essa vez foi muito melhor!

PAD - Caronel
Coronel plantado no meio do evento.

Tudo começou entrando um cara vestido de cowboy galopando em uma vassoura. Ele veio até o meio do evento e parou uns 2 metros na frente do coronel que estava parado sozinho lá no meio. Depois de descer do “cavalo”, começou a tocar a música dos Três Homens em Conflito (The Good, The Bad and The Ugly, vídeo do youtube para quem ainda não sabe qual é a música). Ele sacou um revólver e começou a simular um duelo com o coronel que continuava parado, fingindo que nada acontecia. Após alguns tiros, o cara da khômiss fingiu que levou um tiro e foi andando moribundo até chegar no coronel, se agarrar nele e cair morto no chão, quase levando junto a coleção de medalhas que o coronel tinha no peito.

Depois da morte, chegou uma carroça carregada por dois cavalos e parou razoavelmente perto. Desceu uma loiraça e começou a gritar pelo cara que morreu. Foi até ele e ficou lá chorando e gritando desesperada um monte de coisa. Pelo outro lado entrou três índios (ou talvez mais) e aí começou a correria (entre o pessoal da brincadeira). No meio da confusão, eles iam jogando bombinhas no meio da gente (uma que fazia fumaça e uma ‘dinamite’ que fazia um puta barulho), atirando água com aquelas arminhas de criança, jogando papéis de procura-se, a carroça ficava dando volta e a mulher ia tirando a roupa. Rapidinho ela já estava só de calcinha (e eu até tive a sorte de ser empurrado por ela :p). No final, todos saíram. Todos não. Sobrou o morto lá na frente do coronel. Por um tempo ficou aquela sensação de que talvez a brincadeira ainda não tivesse acabado. Não acontecia mais nada. O coronel ficou sem saber o que fazer e deu uns toquinhos com o pé no cara, hesitou em tirar a espada para dar uma cutucada no cara, deu mais uns empurrõezinhos no defunto com o pé e nada dele se mexer. Até que duas pessoas resolveram dar prosseguimento ao evento e foram lá tirar o morto do meio do evento.

Após a PAD, teve uns blá blá blá em um amphi, um almoço caprichado, mais algum blá blá blá e visitas aos laboratórios. Tudo isso para o pessoal mostrar a X pra família. Voltei para casa depois do almoço.

[Vocês preferem com ou sem “Read More”?]

Português

quarta-feira, 17 outubro, 2007

Vírgulas, malditas vírgulas!!

Escrevi o texto da PAD ontem mas ainda não coloquei aqui no blog porque estou tentando conseguir umas fotos. Hoje dei uma olhada no texto e encontrei um monte de vírgulas em excesso e várias que eu não tinha certeza se estavam no lugar certo. Preciso de uma gramática!!

O pior foi ter visto uns erros de ortográfia ortografia grotescos. Tudo bem que eu escrevi com sono, mas alguns erros que eu cometi eram imperdoáveis.

Equitação

terça-feira, 16 outubro, 2007

Ontem nós tivemos a primeira aula de equitação e eu cai. Foi por pouco que eu não fui parar no hospital.

Continue lendo »