Um ano…

segunda-feira, 28 janeiro, 2008

A mensagem que inaugurou esse blog foi escrita no dia 29 de janeiro de 2007. Ou seja, o blog está fazendo aniversário hoje!
Nesse longuissimo ano, o blog esteve quase sempre me acompanhando, atendendo bem dois objetivos: servir de meio de comunicação com amigos e familiares no Brasil e para que eu lembre do que passei por aqui. Contando com essa, foram 79 mensagens em um ano, com um pouco dos muitos altos e baixos que eu passei por aqui.

Visitas

Cheguei a ter grandes gaps sem mensagens, mas ultimamente acho que tenho conseguido manter uma freqüência boa. Duas falhas graves que eu lembre: o wei e a minha viagem nas férias de 2007¹. O primeiro por opção, o segundo por uma escolha errada. Planejei escrever um texto cheio de detalhes… Acabei perdendo muito tempo para não escrever quase nada e fui obrigado a desistir pela falta de tempo. Estou pensando em tentar novamente, essa vez resumindo bastante. Só falta incentivo (os comentários estão aí pra isso). Exceto por algumas informações soltas, acho que também nunca disse como as coisas funcionam aqui. Como são as habitações, comida, aulas, provas, organização de disciplinas, etc. Nem da escada eu falei!

Agora, um ano depois, novas mudanças virão. Logo logo chegarão os novos bixos. E esse ano são muitos: 17 brasileiros + 1 argentino que estudava no Brasil. Não muito tempo depois, os nossos veteranos vão embora.

¹ [e o JSP, mas juro que escrevo isso antes do final de semana]
Anúncios

Liberdade…

sábado, 26 janeiro, 2008

Ahh…
Fim das provas! Ufa…
Nada como uma sensação de férias, mesmo sem ser férias.
E ter o quarto novamente habitável.

A situação estava crítica. Eu já não estava mais aguentando ficar aqui dentro. Sério mesmo. Estava inabitável. Ainda bem que a maior parte do tempo a gente estava estudando junto em salas de aula. Sexta feira, depois da prova, comecei a tentar dar um jeito na bagunça. Ainda está longe do estado normal, mas a mudança já foi grande o suficiente pra eu acordar hoje me sentindo bem melhor!

Hoje fomos pra Paris sem objetivo. Aliás, com o objetivo de sair daqui. Fomos em um grupo grande, incluindo o Thiago (que eu já havia citado aqui no blog). Ele tá aqui na polytechnique, por uns 3 meses, sendo o primeiro P.I. brasileiro (programme international). De noite, acabamos indo parar em uma pista de patins no gelo. Passamos algumas horas esquiando em uma pista com vista para o Hôtel-de-ville e para a Notre-Dame. Me lembrei dos tempos do Roller Point em Fortaleza.

Descobri qual deve ser um dos piores empregos. Ficar pegando o sapato do pessoal e entregando o patins (e vice-versa) em uma pista de patins no gelo movimentada. Vocês não tem idéia como aquela sala fedia a chulé.

“é errando que se aprende”

segunda-feira, 21 janeiro, 2008

“é errando que se aprende” é a puta que o pariu.

Terceira vez! Aposto que se tiver uma quarta vez sem aviso prévio eu erro denovo.

E, para quebrar paradigmas, a primeira vez foi indo na lousa.

[post inspirado na prova de matemática.]

Hacker ?

domingo, 20 janeiro, 2008

Um dos problemas de se cursar Engenharia de Computação é que as pessoas acham que nós sabemos resolver todos os problemas dos windows delas. Alguns outros pensam que nós aprendemos a ser hackers e que podemos invadir sistemas sem dificuldade. Isso até me lembra um pouco um vendendor de picolé da minha escola que dizia que meu pai devia apostar na Megasena, já que sendo matemático ele sabia que números seriam sorteados. Até hoje não sei se ele falava isso brincando ou se realmente acreditava nisso.

Uma vez um amigo meu veio me perguntar se eu sabia como invadir o orkut de alguém. Fiquei enrolando, falei que se ele pudesse usar o computador da vítima eu poderia ajudar e acabei dizendo que ele poderia tentar senhas fáceis. Depois de um tempo de conversa, ele me diz que conseguiu entrar primeiro no e-mail e depois no orkut da coitada usando como senha a data de aniversário dela (que estava escrito no orkut dela, para todo mundo ver).

Depois desse dia, nunca mais desprezei aquelas campanhas para as pessoas usarem senhas não triviais… elas são realmente necessárias. O que eu tenho raiva é daqueles sites que te obrigam escolher uma pergunta idiota e escrever a resposta para que você utilize isso caso esqueça da senha. Será que ninguém percebe que deixar a senha nas mãos de uma pergunta do tipo “Qual o nome do seu animal de estimação?”/”Qual seu filme preferido?” é estúpido? Por acaso, eu li faz poucos dias alguém falando que já tinha conseguido a senha de três pessoas respondendo “Matrix”.

Sotaque

quinta-feira, 17 janeiro, 2008

“Caralho, você falou igual nordestino agora!!”

Ufa…

A frase foi dita por um veterano bêbado no final do ano passado, quando eu já estava há uns 10 meses fora do Brasil.

Vivo

terça-feira, 15 janeiro, 2008

Voltei do JSP. Todo mundo vivo e aparentemente inteiro apesar das coleções de hematomas. Uma das poucas baixas foi minha máquina fotográfica. Ela não está mais focalizando em nada… ainda tenho alguma esperança de que seja temporário.

Fotos e um post real sobre o JSP apenas depois das minhas provas. Até lá o blog não deve ficar abandonado graças às mensagens curtas ou já escritas.

Esse final de semana: JSP

sexta-feira, 11 janeiro, 2008

Esse final de semana vou para o JSP, um final de semana de ski organizado pela X, com competições, demonstrações, três noites de festas, etc… Espero não voltar quebrado por alguma das inúmeras quedas que eu imagino que vou levar.